PUBLICIDADE

Portal da Transparência  Imuniza Itaporã

Governador Reinaldo Azambuja estará na próxima terça-feira em Itaporã para lançamento de obras

Cumprindo agenda no interior do estado, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vem há em Itaporã nesta terça feira (31/08)

Por: Walter Ramos / assecom
26/08/2021
Prefeito
FOTO: Billy neto/ Assecom

Cumprindo agenda no interior do estado, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vem há em Itaporã nesta terça feira (31/08), participar das solenidades de entrega da Estação de Tratamento de Esgoto e assinatura de ordem de serviço da pavimentação da Rodovia ITA 22 ligando a MS 157 ao Distrito de Santa Terezinha. Em ato público o governador oficializará o lançamento do trecho da duplicação da MS-156 Itaporã/Montese que fará o entroncamento pra o Anel Viário que também será anunciado pelo governador.

Às 11h00 da manhã o governador será recepcionado pelo prefeito Marcos Pacco (PSDB), lideranças e autoridades na ETE- Estação de Tratamento de Esgoto, que fica em uma propriedade na MS 156 Itaporã/Montese próximo a C-Vale.

Como parte dos investimentos na ordem R$ 9,3 milhões, serão executados 36 km de rede coletora de esgoto e 2.073 ligações domiciliares atendendo a demanda de grande parte da população de pouco mais de 24 mil habitantes segundo último censo. O prefeito Marcos Pacco comemora esta grande obra, que trará inúmeros benefícios no que se refere à saúde e melhoria de qualidade de vida. 

O recurso para saneamento em Itaporã é proveniente do Governo Federal, por meio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e do Governo do Estado, por meio da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul). “A Estação de Tratamento e a pavimentação da ITA 22/Santa Terezinha são duas obras de grande porte e muito significativa para o município.

Isso nos deixa gratificado, pois o governador está nos atendendo e através desta parceria materializamos um projeto que visa promover uma melhor qualidade de vida para a população através do saneamento básico e no caso da ITA 22, vamos resolver definitivamente o problema deste importante via de escoamento da produtividade rural”. Disse Pacco.

 

Walter Ramos/Assecom