PUBLICIDADE

Portal da Transparência  Imuniza Itaporã

Itaporã entra novamente em Bandeira Vermelha e situação se torna preocupante

O aumento de casos confirmados de Covid nas últimas horas em Itaporã

Por: Walter Ramos / assecom
27/05/2021
Covid-19
assecom


O aumento de casos confirmados de Covid nas últimas horas em Itaporã, somado aos óbitos registrados nos últimos dias, mais uma vez coloca o município em alerta máxima, haja vista, que órgãos do governo estadual já classificam Itaporã como “bandeira vermelha” de 27 de maio a 09 de junho.

 

Os números apresentados nesta recomendação são extraídos dos sistemas públicos de saúde que, por sua vez, são alimentados pelas Prefeituras Municipais e consolidados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

 

Nas últimas horas Itaporã registrou novos casos positivos para o vírus, somando um total de 56 casos. O mais recente boletim epidemiológico mostra que Itaporã está com 11 pessoas internadas, uma pessoa entubada, 71 casos suspeitos e até o momento 35 óbitos registrados.

 

Desta forma novamente acende um sinal de alerta para que a população não se acomode e continue respeitando firmemente os protocolos de prevenção.           

 

A pandemia não acabou relaxar nos cuidados com você, sua família e os amigos pode ser muito arriscado.

 

A Equipe de Saúde de Itaporã preparou umas dicas rápidas para te lembrar como se prevenir.

 

Use máscara, ela te protege contra as gotículas que não vemos ao falar, tossir ou espirrar. Use-a constantemente! Outro fator importante é restringir o contato social, manter uma distância mínima de 2 metros!

Evite apertar as mãos, abraçar ou beijar, lave suas mãos regularmente com água e sabão, use álcool quando não tiver acesso a isso.

 

Higienize com frequência o celular e objetos de uso constante e não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos;

Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.

Pessoas com sintomas gripais como febre persistente, mal-estar, coriza, tosse e congestão nasal devem buscar atendimento nos postinhos de saúde (ESF). O prefeito Marcos Pacco disse que a situação é preocupante, e caso persista o crescimento dos casos, a qualquer momento novas medidas deverão ser tomadas para conter o avanço da doença.

Walter Ramos/Assecom